Let’s Talk About [Music]: Blood Pressures

Lançado agora em Abril de 2011, o quarto álbum da dupla The Kills já deu o que falar. Hoje, após a glória e o fim do White Stripes, pode-se dizer que as duplas são os novos quartetos do rock alternativo. Isso mesmo, Best Coast, She & Him,  Death From Above 1979,  Sleigh Bells, The Kills e vários outros duos estão modificando a tradicional formação das bandas de rock e garantindo lugar de destaque nos grandes festivais, mas é claro que com a ajuda de uma programaçãozinha de som.

 O The Kills, já não tão novo assim, formado em 2000 por Alison “VV” Mosshart nos vocais e na guitarra, e Jamie “Hotel” Hince nos vocais, guitarra e na bateria, faz um som que pode ser interpretado como rock simples, baseado no essencial, às vezes lento, às vezes bem pulsante. De letras simples, sobre sexo, amor e etc, as músicas do duo são bem contagiantes desde o primeiro álbum, o  “Keep on Your Mean Side” (2003).

O casal – que não é um casal de verdade – tem um show bem intenso, que não deixa sobrar espaço no palco e da vontade de dançar. Já testemunhei um show da banda e, esse ano, escalados para o Coachella – um dos mais impostantes festivais de música dos Estados Unidos – receberam críticas extremamente positivas pela apresentação das músicas antigas e das novas.

O quatro álbum, “Blood Pressures” (2011), continua por fazer o que a banda sempre fez, rock alternativo de qualidade – trazendo as influências americanas da “VV” e britânicas do “Hotel” – só que de forma mais suave, com guitarras mais bem colocadas e ritimo mais consistente, preocupado somente com o essencial. Já há até quem diga que algumas músicas do álbum, como “Nail In My Coffin”, “Future Starts Slow” e “Satellite”, concorrem seriamente como melhor música do ano até agora, e olha que até Strokes já lançou disco esse ano. Vale a pena ouvir!

Fica ai o primeiro clipe do novo álbum, “Satellite”, e um vídeo só com o áudio de “Nail In My Coffin”:

 Mario Stars:  ( 4/5 )

Lucas Amoedo

Anúncios
Esse post foi publicado em Music. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s